sábado, 21 de julho de 2012

QUEM FOI OSHO ( BHAGWAN SHREE RAJNEESH)? - Última Parte. Who was Osho?


Quem foi Osho ( Bhagwan Shree Rajneesh)?

( Nesta última parte do artigo, Christopher Calder continua suas considerações sobre o Osho e descreve eventos e curiosidades desconhecidos da maioria do público. Um importante estudo para se analisar o próprio fenômeno da Iluminação e para que todos possam refletir sobre a natureza "iluminada" e supostamente infalível  dos gurus)

Osho, Bhagwan Rajneesh, and the Lost Truth  por Christopher Calder
                                           (Terceira e última parte)

Rajneesh mentiu quando disse que tinha discípulos iluminados. Mentiu quando disse que nunca cometeu nenhum erro. Perto do fim da vida, ele foi forçado a admitir que era falível, uma vez que sua lista de mal-feitos tinha aumentado em proporções monstruosas. Ele mentiu ao negar que suas terapias de grupo não era nada mais do que um artifício para ganhar dinheiro. Rajneesh mentiu sobre a desobediência às leis de imigração dos Estados Unidos e ele só admitiu a verdade depois de  ter sido presenteado com evidências irrefutáveis contra ele. Ele mentiu ao dizer que foi pego em um esquema fraudulento, para conseguir status de residência permanente. Rajneesh não era um ladrão de banco, mas era literalmente um mentiroso patológico. A coisa mais ridícula é que todas suas mentiras foram totalmente desnecessárias e contraprodutivas. Por mais convencional e antiquado que pareça: honestidade é realmente a melhor política.

Rajneesh mentiu quando afirmou que não era responsável pelos horrores da comuna do Óregon. Ele foi responsável porque ele escolheu Ma Anand Sheela e as pessoas que cometeram os maiores crimes: de conspiração para assassinato, envenenamento, assalto em primeiro grau, roubo, incêndio, e grampos ilegais. O próprio Rajneesh deu aprovação verbal direta para Sheela espionar e grampear ilegalmente seus próprios discípulos. O fato de Rajneesh não ter ordenado ou não ter conhecimento prévio (espero) dos crimes mais sérios e violentos, não significa que ele não foi eticamente responsável por eles. Rajneesh nunca se voltou contra Ma Anand Sheela até ele começar a suspeitar que ela  estava roubando seu dinheiro.   
  
Apenas um mês antes da fuga de Sheela da comuna, Rajneesh falou publicamente sobre ela, afirmando que “ eu venho preparando ela como uma espada. Eu falei pra ela sair e cortar quantas cabeças fossem possíveis”. Mais tarde, Rajneesh fingiu inocência e declarou que Sheela estava controlando ele-apesar do fato óbvio que Rajneesh era a única razão para a comuna existir. Rajneesh estava rodeado por milhares de discípulos que o adoravam e que ficariam felizes em expulsar ou mesmo prender Sheela a qualquer hora que ele ordenasse.    

Sheela fazia o trabalho sujo de Rajneesh e o fato de ela ter ido mais longe  em seus crimes do que Rajneesh havia planejado, não o exonera totalmente da culpa. Quando estava pra deixar a comuna , Sheela declarou que estava cansada de “ser escrava por 16, 17 ou 20 horas por dia” e cansada de “ tirar comida da boca das pessoas para comprar relógios e Rolls- Royces”. Rajneesh então afirmou publicamente que Sheela tinha extorquido milhões de dólares da comuna. A resposta de Sheela a sua acusação foi que o próprio Rajneesh tinha gastado todo dinheiro com seus brinquedos caros , que Rajneesh era ruim em matemática e “não sabia contar”. É claro que a compra de dezenas de relógios encravado de jóias e mais de 90 Rolls- Royce custaram à comuna muitos milhões de dólares. Depois de ter sido solta da prisão, Ma Anand Sheela continuou trabalhando para viver, sem sinais explícitos de grande riqueza. Sheela cometeu muitos crimes mas  o próprio Rajneesh nunca foi “inocente”.  
   
Se um professor coloca um marinheiro bêbado no comando da direção de um ônibus escolar e as criança acabam morrendo, então o professor é responsável por suas mortes. Rajneesh sabia o tipo de pessoa que Sheela era e ele a escolheu por causa de sua corrupção e arrogância- não apesar disso. Rajneesh orientou pessoalmente Sheela em como controlar e manipular seus próprios discípulos. E foi o próprio Rajneesh quem encorajou Sheela nos infames ataques no programa da ABC, Nightline. Numa tentativa covarde de se livrar de seus próprios erros, Rajneesh mudou seu nome para Osho, como se a mudança de um nome pudesse livrá-lo de seus pecados.

         Não há nenhuma  evidência pública explícita que sugira que Rajneesh ordenou o ataque bacteriológico contra os dez restaurantes de Óregon. Também não há evidência  pública explícita que envolva Rajneesh na trama em que um piloto sannyasin voaria num avião cheio de explosivos sobre um tribunal de Oregon, a fim de intimidar a oposição política. Felizmente, o piloto sannyasin que foi convidado para executar a insana tarefa, não era tão burro quanto os conspiradores, e ele fugiu da comuna sem cometer qualquer crime.

   Rajneesh foi diretamente responsável pela mistura distorcida de escravidão totalitária e indulgência libertina que a comuna representou. De acordo com relatórios publicados altamente críveis, Rajneesh permitiu que homens de meia idade  tivesse relações sexuais com  meninas na pré-puberdade  na comuna, em nome da liberdade sexual. Todavia, seus discípulos não foram autorizados a ter uma mente própria e tiveram que se render totalmente à  vontade do grande Bhagwan. Os discípulos eram freqüentemente forçados a trabalhar 12 horas por dia em  difíceis condições de frio , enquanto ele próprio experimentava  "maravilhosos espaços " em sua piscina interna  privativa, aquecida  e assistia inúmeros filmes em sua televisão de tela grande de projeção, tudo isso enquanto desfrutava de seu suprimento diário de drogas . Rajneesh demonstrou seu amor divino por seus discípulos pelo desperdício de milhões em ativos-  duramente ganhos pela comuna- em sua coleção de carros e jóias caras,  tudo em nome do não-ego e da entrega espiritual . 



     Por que Bhagwan Shree Rajneesh possuía mais de 90 Rolls-Royces? Por que Saddam Hussein possuía dezenas de palácios luxuosos? Esses desejos foram produtos da mente animal básica de dois homens que cresceram cercados  pela pobreza. Iluminação não se preocupa com símbolos de poder e potência. Procurar explicações esotéricas ocultas para comportamento obsessivo,  é inútil. Existe alguma razão oculta que explique por que Elton John gasta mais de US $ 400.000. por mês em flores? Existe uma razão espiritual secreta para que Rajneesh tivesse uma coleção de dezenas de relógios femininos caros? A consciência cósmica universal é completamente neutra e sem qualquer necessidade de possuir, impressionar ou dominar. Ela também não pode controlar ou dizer a hora.


    
          Uma das mentiras mais flagrantes de Rajneesh foi que "o iluminado nada ganha de seus discípulos." Rajneesh queria que as pessoas acreditassem que tudo que ele fazia era uma graça gratuita, nascida de pura compaixão, e que ele pessoalmente não ganhava nada desta relação guru-discípulo. Um fato provável óbvio foi que Rajneesh ganhou muito dos seus discípulos: dinheiro, poder, sexo, e a excitação da constante adoração. Assim como estrelas do rock se tornam energizados por fãs gritando nos shows, Rajneesh ganhava energia emocional e apoio de seu exército de sannyasins. A transferência de energia era uma via de mão dupla, e não um dom totalmente gratuito de sentido único. Ser um guru era seu negócio, seu único negócio. Sem aquela renda, pelo menos no nível físico, ele era apenas um indiano baixo, calvo, deficiente físico que não poderia arranjar um emprego . A  iluminação bastante real de Rajneesh não iria pagar suas contas ou dar-lhe os luxos materiais que ele ansiava.


    A Consciência necessita de entretenimento para sobreviver, e Rajneesh usou seus discípulos como brinquedo para sua própria diversão. Rajneesh não tinha renda capaz de mantê-lo por conta própria, então ele só poderia ganhar poder materia,l  manipulando os outros para fazer sua vontade . A equação era simples. Quanto mais  discípulos ele atraísse, mais poder e riqueza obteria.


     
         Durante o encarceramento de Rajneesh na América, uma câmera de vídeo de segurança registrou-o, quando ele foi deixado sozinho numa sala de espera. Rajneesh parecia entediado e revoltado, assim como qualquer homem comum poderia ficar. Ele não parecia bem-aventurado ou iluminado- em absoluto.  Na minha opinião, esse vídeo revelou a dura verdade sobre o fenômeno que chamamos de 'iluminação'. A realização do Vazio não é suficiente para qualquer um. Todos os animais humanos, iluminados ou não, precisam de interação social e os confortos do mundo material para ficarem satisfeitos.

     Em vários níveis, Rajneesh era apenas um homem comum. Sexualmente, ele era ainda menos comum do que o normal .   Em seus primeiros anos, e fingindo ser um grande Tântrico, Rajneesh,  ridiculamente, deu péssima orientação sexual , numa época em que ele mesmo tinha pouca experiência de primeira mão  com o sexo .  Durante os anos em Bombaim, Rajneesh, frequentemente, apalpava os seios de jovens discípulos femininas. Em pelo menos uma ocasião, ele pediu a um casal para ter relações sexuais na sua frente  para que ele pudesse assistir. O casal sabiamente rejeitou seu pedido.

     Rajneesh, muitas vezes, pedia a mulheres com metade de sua idade para tirar a roupa na sua frente  para que ele pudesse "sentir seus chakras." Para facilitar essa prática, ele instalou uma fechadura elétrica na porta de seu quarto que podia ser ativada a partir de um botão em sua mesa. Rajneesh apalpou os seios de duas amigas minhas e "sentiu os chakras" de uma terceira. Logo, comecei a perceber que, como tantos outros gurus indianos agarradores de menina que se tornaram notícia, Rajneesh, no nível humano, era apenas um indiano comum sexualmente imaturo . Minha amiga, que sofreu o incidente do “sentir o chakra”, ficou tão arrasada que ela nunca mais voltou a vê-lo de novo. Ele havia lhe dito: "Não se preocupe. Você é minha agora." Esta declaração violenta assustou-a tanto quanto o avanço sexual. A jovem era uma estudante de música indiana e já havia sido explorada sexualmente por um famoso músico Indiano. Ela sabia, em primeira mão, como eram  muitos dos homens indianos . Rajneesh  provou ser previsível e decepcionante da mesma forma .

     Depois que Rajneesh começou a ter relações sexuais regularmente, sua necessidade espiritual de "sentir os chakras" de suas discípulas desapareceu misteriosamente.     Rajneesh racionalizava as relações sexuais com suas discípulas femininas, alegando que o ato as abençoaria de tal forma que a tornariam iluminadas em alguma vida futura. Sua declaração,  anos mais tarde,  de que não há tal coisa como reencarnação fez suas racionalizações sexuais parecem ainda mais ridículas e egoístas.  

     Rajneesh tinha muito coisa dentro dele que eu desejava: a energia, a luz, e um vasto e expansivo estado de ser. Infelizmente, havia muita coisa dentro dele que eu não queria ou respeitava.  Eu não vejo problemas em Rajneesh  ter os mesmos desejos sexuais que todos os homens têm. Eu vejo probleas, quando ele foi desonesto e cruel por razões puramente egoístas.

     Enquanto vivia em Bombaim, Rajneesh engravidou uma jovem  através de uma sedução agressiva e indesejada. Este não foi, por definição, um estupro , mas sim um caso de subjugação psíquica- o que não é contra qualquer lei, porque nenhum sistema jurídico reconhece que os poderes psíquicos existam. A mulher ficou muito chateada e foi forçada pelas circunstâncias a fazer um aborto. A fim de proteger sua imagem como um grande guru, Rajneesh mentiu sobre seu envolvimento e alegou que a menina tinha imaginado todo o caso. A jovem contou à embaixada americana sua história, e aquele incidente marcou o início de problemas de Rajneesh com o Governo dos Estados Unidos.

     A natureza muniu os animais humanos de um forte desejo sexual, praticamente indestrutível, como forma de garantir a reprodução das espécies. Devido à enorme importância e poder do sexo, a maioria dos gurus, iluminados ou não, têm mantido uma vida sexual ativa que, muitas vezes, são mantidos em segredo por razões puramente políticas. Em seus primeiros anos, Rajneesh mentiu sobre sua forte sexualidade alegando ser celibatário. Para ser justo, isso tem que ser entendido no contexto de uma  rígida estrutura  anti-sexual e altamente  hipócrita da sociedade indiana . Mais tarde, depois que sua posição como  guru se tornou segura, Rajneesh  passou a se gabar publicamente nos meios de comunicação americanos dizendo que ele teve relações sexuais " com centenas de mulheres ." Todas as parceiras sexuais de Rajneesh  eram suas próprias estudantes de meditação que foram usadas ​​como seu  harém pessoal.



     Todos os seres humanos são animais, especificamente mamíferos. Os cientistas agora acreditam que o DNA humano é de aproximadamente 93% igual ao DNA de um chimpanzé.  A história do mundo, mitologia asiática, a política e o comportamento Alfa de gurus do sexo masculino faz muito mais sentido  se você mantiver esse inegável fato em mente. Nossas forças motivadoras subconscientes mais primitivas vêm do mundo animal, do qual ainda fazemos parte. 


        
       A última vez que visitei o ashram Rajneesh em Poona, na Índia, foi em 1988. O ashram literalmente mais parecia uma alta convenção dos Camisas Marrons Alemães (tropas de assalto) . Rajneesh, ou melhor, "Osho", ainda era muito popular na Alemanha, devido em parte aos seus comentários na revista alemã Der Spiegel , que foram amplamente interpretados como sendo pró-Hitler. Muitos jovens alemães, que estavam à procura de um líder forte e carismático, ficaram emocionados com suas palavras.Aqueles que perderam entes queridos durante a Segunda Guerra Mundial ficaram justamente chocados.  

     Mesmo no início de 1970 em Bombaim, Rajneesh fez declarações descuidadas que poderiam facilmente ser interpretada como sendo pró-Hitler e pró-fascista. Em uma palestra sobre "grupos esotéricos", ele afirmou que Adolf Hitler tinha sido telepaticamente apoiado por um grupo budista oculto com o qual Rajneesh estava em contato . Durante a Segunda Guerra Mundial é bem sabido que um número de Brâmanes iogues indianos e mestres Zen japoneses " haviam apoiado a causa do Eixo e do extermínio das "raças inferiores", assim a declaração de Rajneesh não era inteiramente surpreendente, se não totalmente crível. 

     Em Poona, Rajneesh deu uma palestra infame no qual afirmou que os Judeus não tinham dado a Hitler "nenhuma escolha", a não ser exterminá-los. Em seus últimos anos, Rajneesh declarou que "eu me apaixonei por este homem (Adolf Hitler). Ele era louco, mas eu sou mais louco ainda."  Rajneesh disse que queria seus sannyasins "para dominar o mundo" e que ele tinha  estudado Hitler  para obter insights sobre como realizar a tarefa. Para um homem que retratou a si mesmo como a alma mais inteligente, a mais elevada e a maior do mundo, tais comentários eram, para mim,  a prova  que seu uso de drogas havia destruído a qualidade da sua mente. 

     Os comentários de Rajneesh a respeito de Hitler poderia ser considerado como desagradável, nada além do que um inofensivo ar quente, se não fosse pelo fato de que ele colocou em prática muitas das técnicas de Hitler . Rajneesh usou o método das "grandes mentiras" de controle da mente de Hitler de forma muito eficaz, e ele exigiu a rendição total de suas tropas (discípulos). Rajneesh  manteve uma rede de espionagem ilegal sobre seus próprios seguidores e usou informantes para eliminar os desleais. Ma Anand Sheela, sua secretária pessoal, virou o jogo contra Rajneesh  ao pôr  escutas na cadeira que era a marca registrada de Rajneesh, uma traição que seu "terceiro olho" nunca detectou. A polícia de Óregon descobriu mais tarde conversas de Rajneesh gravadas ilegalmente , mas devido a regras de prova, elas não poderiam ser usadas contra ele em um tribunal de justiça. As fitas foram reportadas como sendo altamente condenável para a culpabilidade de Rajneesh, grande parte continha o dia a dia das atividades ilegais da comuna .

     Rajneesh transformou muitos dos seus discípulos no equivalente aos Camisas Marrons armados. Tenho recebido cartas de vários dos ex-guardas de segurança de Rajneesh, que admitiram que haviam caído sob o feitiço do fascismo e, agora, se arrependiam de seu comportamento e atitudes. Um deles escreveu que ele nem sequer sabia como meditar, e que "a emoção do poder" era o que o mantinha fiel ao seu grande líder. Em Poona, os guardas de Rajneesh espancaram um morador  local irritante, suas mãos foram postas por de trás das costas enquanto os guardas batiam nele. No Óregon, os guardas de Rajneesh estavam armados até os dentes com pistolas e fuzis militares de estilo semi-automáticas. Rajneesh nunca foi um admirador de Mahatma Gandhi, o grande pacifista indiano, mas ele tinha uma fascinação doentia por Adolf Hitler, assim como pelo general do Exército dos Estados Unidos, George Patton. De acordo com Hugh Milne (Shivamurti), Rajneesh assistiu ao filme Patton  várias vezes em sua grande  televisão em tela de projeção, em sua casa de rancho no Óregon.
  
     Talvez o pior traço pessoal de Rajneesh era que ele sabia exigir dos outros o que ele mesmo não suportava. Frequentemente ele colocava seus discípulos para suportarem grandes dificuldades físicas, o que resultou em doenças graves e até em morte para alguns. Enquanto que ele próprio vivia no luxo e não suportava o desconforto físico, sem que reclamasse em voz alta como um bebê. Depois de sua prisão em 28 de outubro de 1985, no Charlotte / Douglas International Airport em North Carolina, Rajneesh foi entrevistado pela ABC de televisão. Ele começou sua entrevista direto da prisão chorando, com uma voz estridente reclamando sobre as precárias acomodações  da cadeia. Seu choramingar agudo era tão estranho e irritante que o Saturday Night Live , um programa de comédia  da NBC da madrugada, usou a filmagem sarcasticamente como uma piada em que "Deus" estava reclamando.

     Durante o aparecimento de Rajneesh na prisão, no programa de televisão da ABC  Nightline , Rajneesh deu respostas evasivas e desonestas para todas as perguntas de Ted Koppel, e ele se comportou como um político excepcionalmente pomposo e inepto, preso em flagrante em atividade ilegal. Rajneesh alegou que ele não era responsável por qualquer dos crimes cometidos no município porque ele estava "em silêncio."  O fato comprovado é que, embora Rajneesh tivesse parado de dar palestras públicas por um tempo, ele nunca parou de falar com Ma Anand Sheela e outros discípulos próximos. Rajneesh foi sempre a autoridade máxima na comuna, apesar disso, Sheela cometeu um dos crimes mais graves em suas costas.

     O revendedor favorito de Rolls-Royce de Rajneesh declarou que "o Bhagwan"  passava horas no telefone falando com ele sobre suas frequentes compras semanais de novos  automóveis . Todos os seus mais de 90 Rolls-Royces foram pagos pelos fundos gerais da comuna sob  suas ordens diretas, não eram "presentes" de pessoas de fora,  como ele tentou alegar mais tarde. Rajneesh era a única pessoa que queria os carros e ele era a única pessoa autorizada a dirigi-los. Depois da falência da comuna, ele afirmou que os automóveis eram de propriedade da comuna, não dele.

     Em sua entrevista no Nightline , Rajneesh fingiu não saber que ele estava deixando os Estados Unidos durante sua tentativa de escapar de um iminente mandato Federal de captura por acusações de extorsão e imigração ilegal.  A defesa de Rajneesh era que ele estava dormindo inocentemente quando a polícia abordou o jato particular que ele havia contratado para voar para as Bermudas. Rajneesh disse que achava que Bermuda era apenas outro estado americano, e que ele estava indo de férias para descansar e fugir das "ameaças de morte." Mais tarde, as autoridades souberam que um discípulo de Rajneesh com ligações com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos havia avisado Rajneesh sobre sua prisão iminente. Nem mesmo seus próprios sannyasins sabiam que ele havia deixado o município até que eles souberam, através da mídia, da prisão de Rajneesh e de vários seguidores no aeroporto da Carolina do Norte .O fato triste foi  que seu grande guru "iluminado" tinha secretamente abandonado seus próprios discípulos, deixando-os para enfrentar a música toda por conta própria. A bagagem de Rajneesh e seus companheiros foi revistada e encontraram um saco de dinheiro, uma caixa de relógios caros  incrustados de jóias, e um revólver.

     O culto a Rajneesh teve pouca sorte para conquistar os telespectadores americanos. Ma Anand Sheela desgraçou a si mesma em Nightline, semanas antes de explodir em altas obscenidades , forçando Ted Koppel a tirá-la do ar.  Depois, o Saturday Night Live  transmitiu uma esquete sobre um leilão com o ator Randy Quaid vendendo os mais de 90 Rolls-Royce do " Bhagwan " . Anos mais tarde, os Simpsons, um desenho animado bastante popular da rede de televisão FOX , produziu uma paródia de Rajneesh, que mostrava um guru com uma luva branca dirigindo seu Rolls-Royce por uma estrada  enlameada da comuna, enquanto seus discípulos sentiam alegria em comer sua terra suja. No cartoon, o grande guru tentou escapar da comuna com sacos de dinheiro em uma reformada máquina voadora caseira.


" Quando se trata de gurus, leve o melhor e deixe o resto. "  - Ramamurti Mishra


     
     Durante minha última visita ao ashram Poona em 1988, Rajneesh estava em silêncio, porque ele estava zangado com seus próprios discípulos. Ele queria que seus sannyasins fizessem manifestações nas ruas contra algumas autoridades indianas que falaram contra ele. Sabiamente, ninguém estava interessado em criar um novo confronto. Esse "maldito surto de  sanidade" entre o rebanho, irritou Rajneesh que, como punição, cancelou as palestras públicas. Assim , eu só consegui vê-lo na fita de vídeo.

     Na palestra gravada, Rajneesh fez um discurso emocionalmente inflamado, e fatualmente incorreto, sobre como a polícia nos Estados Unidos havia roubado a sua coleção de relógios femininos incrustados de jóias . Ele disse que eles nunca seriam capazes de usá-los em público porque seus sannyasins veriam os relógios em seus pulsos nos aeroportos, estações de trem, etc, e começariam a gritar bem alto que "você roubou o relógio de Bhagwan! " Suas palavras e maneiras eram tão infantilmente irracionais que ele me lembrou o líder do culto suicida, Jim Jones. Este velho louco, agora chamado de "Osho", foi um grito distante do sereno, digno e altamente eloqüente Acharya Rajneesh que eu tinha conhecido anos antes. 

     Obviamente, Rajneesh  não era "sem ego", como ele costumava afirmar. O cérebro humano é uma máquina de pensar biologicamente criada, que evoluiu  em ambos os lados: auto-preservação  pessoal e sobrevivência das espécies. O ego, que é uma força motivadora egoísta, é necessário para proteger nossa colônia de células vivas (corpo físico) contra o perigo e manter nossas células reabastecidas com água e comida. Se você não tivesse um ego, você não seria capaz de pensar, falar ou encontrar comida, abrigo e roupas.

     Imagens de scanners  de ressonância magnética (fMRI) de monges tibetanos e iogues hindus demonstraram que durante a meditação profunda as partes do cérebro que nos dá uma sensação de localização no tempo e espaço são menos ativos. Se você retardar o processo de pensamento, e ao mesmo tempo reduzir o sentido de localização do cérebro, a consciência perde seu conteúdo e suas fronteiras. Você se sente infinito, eterno, e vazio. Este sentimento de um Vazio infinito dá a falsa impressão de que o ego não existe mais. O não-ego é uma ilusão, porque a função do ego é uma parte fundamental da estrutura física básica do cérebro em si. O Ego não pode ser perdido a menos que seu cérebro morra, o que causará a morte de todo seu corpo .

     Muitos seres humanos iluminados foram enganados pela redução da função de localização espacial do cérebro e acreditaram que não mais tinham o egoísmo pessoal que poderia causar problemas. Meher Baba passou grande parte de sua vida se gabando sobre o quão grande ele era, e ainda, na sua consciência sem fronteiras, ele não sentia seu ego pessoal. Meher Baba chegou até mesmo a proclamar ao mundo que " Ninguém me ama tanto quanto eu mereço ser amado ". Na verdade, Meher Baba era muito egocêntrico e ele deveria ter percebido que mesmo o fenômenos cerebral que chamamos de "iluminação" não é desculpa para se gabar. O mesmo equívoco  fundamental atormentou Rajneesh. Ele tornou-se iludido achando que  estava acima da arrogância e ganância, mas este simplesmente não era o caso.   O ego é um fio duro em nossos caminhos neurais e não pode ser destruído-a menos que o corpo físico morra. 

     Até mesmo os seres humanos iluminados têm que se importar com suas maneiras e perceber que o Atman é o maravilhoso fenômeno que eles devem promover, não suas próprias personalidades temporárias.  Ramana Maharshi tinha a abordagem correta a esse respeito, e essa é uma razão pela qual ele ainda é amado por todos. Ramana Maharshi promoveu o Átman, a consciência cósmica universal, mas nunca o seu próprio corpo e mente mortais. 

     A energia espetacular de Rajneesh era prova de que ele era um iluminado no sentido Oriental, esotérico da palavra. A definição Oriental, esotérica de "iluminação" é um fenômeno de energia, alcançado apenas por aqueles que estão totalmente abertos para o infinito poder do universo. A definição Ocidental é simplesmente  ser um homem muito sábio, que Rajneesh, na minha opinião, não era.

     Mesmo depois de voltar para Poona, Rajneesh continuou seu uso de Válium e óxido nitroso e parecia incapaz de aprender com seus próprios erros. Rajneesh muitas vezes taxou seus críticos de "idiotas". Ainda em seus anos finais, Rajneesh não tinha voz sã dentro de si capaz de dizer “Não! Basta!”.  Como um demente alcoólico, Rajneesh não conseguia parar seu próprio comportamento auto-destrutivo, e a qualidade do seu julgamento caiu abaixo até mesmo do ser humano não-iluminado mais comum . Rajneesh tinha usado os mitos do Tantra para racionalizar sua desonestidade e egoísmo, e agora ele não podia parar. Mais cedo na vida, Rajneesh tinha deixado de pagar uma conta de hotel, enganou um agente imobiliário devido à uma comissão, e obtivera milhões de dólares dos seus próprios discípulos através de mentiras e fraudes. No final, Rajneesh havia se tornado um viciado em drogas sem esperança de recuperação, além disso nenhuma racionalização espiritual poderia alterar esse fato.

     O ensinamento  ao longo da vida Rajneesh tinha sido que a iluminação é um perfeito estado de não-ego que traria sabedoria, compaixão, e no seu caso único, a completa infalibilidade. Nos últimos meses de sua vida, Rajneesh, agora rebatizado como "Osho", finalmente admitiu que o ego não podia ser destruído, mas apenas ", observado." A própria base de sua demanda pela entrega total dos seus discípulos foi a de que os seguidores, que eram contaminados pelo ego, tinham que submeter sua vontade ao mestre perfeito, porque somente o mestre perfeito não tinha ego e, portanto, não poderia fazer nada de errado. Se isso não fosse verdade, então por que alguém deveria entregar-se a outro ego humano falível e corruptível?

     Rajneesh ainda  admitiu finalmente que não há reencarnação , e que o próprio conceito de reencarnação era apenas uma "má interpretação" de outros fenômenos .   Esta admissão chocante significava que suas frequentes afirmações anteriores de ser um famoso guru em vidas passadas eram pura ficção, projetado para impressionar, manipular e controlar os seus discípulos. O principal ensinamento de Rajneesh foi baseado na alma, reencarnação, e no alcançar a liberdade de renascimento (moksha) através da prática espiritual. Sua ingestão maciça de droga parecia atuar como uma espécie de soro da verdade, às vezes, permitindo a admissão de verdades que ele já tinha mantido em segredo, a fim de manter o controle de do império que era seu culto. O curso da vida de Rajneesh e suas admissões induzidas por drogas provou-me que seus ensinamentos mais básicos estavam errados e eram uma mentira. 

     Em seus últimos dias, Osho discutiu com seus médicos para ignorar sua ética médica e dar-lhe ainda mais óxido nitroso. Osho racionalizou seu vício em drogas, exatamente como um adolescente que é pego fumando maconha pela mãe. O Deus "Bhagwan Shree Rajneesh" havia caído e se tornado o tropeço embriagado Osho, e um número substancial de seus discípulos eram tão viciados em suas palavras artisticamente sedutoras e em sua falsa imagem, que eles não puderam nem mesmo ver o que estava acontecendo bem na frente de seus próprios olhos.  No final de 1989, em um ato final bizarro, Osho ordenou a seus dentistas que removessem a maioria dos seus dentes sem nenhuma razão médica legítima. Se Osho tinha suspeitado que as obturações de mercúrio em seus dentes estavam causando-lhe problemas de saúde, ele poderia facilmente ter substituído as obturações antigas por modernas obturações dentárias de plástico branco. Por que Osho queria ter  tantos dentes removido é um mistério até hoje. É desnecessário dizer que a  remoção não fez nada para melhorar sua saúde.

     Nos primeiros anos após a morte de Osho, o ashram (mosteiro) de Poona havia se transformado em um "cashram" (moneysteiro) e administrado em função do lucro. Punção de Cor,  Tarô Tântrico, grupos de encontro, e cada golpe  editorial era vendido por discípulos de Osho por grandes somas de dinheiro. Quando eu lembro do dia em que ao acabar de completar 40 anos de idade, o Acharya Rajneesh instruiu uma mulher Japonesa dizendo que " A meditação não deve ser transformada em negócio . " O meio corrupto ficou tão fora de controle  que a intenção original dos fins foi esquecido. Seria maravilhoso acreditar que os homens iluminados eram perfeitos em todos os sentidos. Isso tornaria a vida mais simples e mais doce, mas seria ficção, não um fato.


A ÚLTIMA IMAGEM - abaixo é a face da loucura e superconsciência vivendo juntas.  Infelizmente, uma não exclui a outra. Consciência é apenas uma função do cérebro como a memória, não uma cura milagrosa para tudo. Meditação sozinha não resolve todos problemas . A meditação dá-nos o relaxamento necessário , fazendo-nos esquecer os problemas reais com que todos nós nascemos. Acima de um nível modesto, o alargamento da consciência não tem  nenhum benefício funcional de qualquer tipo. As pessoas tomam um caminho errado quando elas igualham  expansão da consciência com expansão de sabedoria e virtude. A história prova que a superconsciência  leva, muitas vezes, à auto-ilusão e delírios de grandeza.

     A consciência cósmica acrescenta ênfase e êxtase à vida, mas isso não muda o resultado final de nossas vidas, e não ajuda a alimentar, vestir e abrigar a raça humana. Não há outro mundo "espiritual" para onde possamos escapar. Estamos todos juntos aqui compartilhando este ÚNICO MUNDO (WORLD ONE) , que é formado por células vivas e tempo-energia-matéria-espaço, não por almas, reencarnação e karma. A meditação é um fenômeno do cérebro absolutamente maravilhoso e espetacular, mas não devemos exagerar ou criamos as maldições da religião, cultos, e "sistemas de crenças", baseado na ignorância e na ilusão.  



    Christopher Calder      site Nota * Christopher de Calder não existe mais. Seus ensaios são arquivados aqui. *: http://meditation-handbook.50webs.com/osho2.html
Aviso de copyright :  Por favor, sinta-se livre para copiar, postar ou publicar Osho, Bhagwan Rajneesh, a Verdade Perdida (© 1998 Christopher Calder) para o e uso, educational não comercial. Você pode repassar ou publicar qualquer um dos meus ensaios sem custo, mas você deverá indicar claramente que os ensaios foram escritos por Christopher Calder, você não deve alterar qualquer das minhas palavras ou seus significados, e ninguém tem permissão para utilizar meus escritos venda de quaisquer produtos ou serviços.  Este é um site 100% gratuito, publicado apenas em benefício de outros estudantes de meditação.


Leitura sugerida :

Bhagwan: O Deus que falhou , por Hugh Milne, Imprensa de São Martinho . Hugh livro contém os detalhes sórdidos da queda de sanidade de Rajneesh . Este livro pode ser comprado de segunda mão através Amazon.Com.  
Promessa do Paraíso: vida íntima de uma mulher com 'Bhagwan' Osho Rajneesh , por Satya Bharti Franklin, publicado pela imprensa Colina Barrytown / Estação. Documentos Satya grande parte da corrupção do estranho culto Rajneesh e descreve em detalhes a exploração ilegal sexual de crianças na comuna do Oregon. Seu livro também está fora de impressão, mas podem ser comprados de segunda mão através Amazon.Com .
(Osho) Rajneesh livros    Esteja avisado que Rajneesh / Osho usou palavras como um dispositivo para influenciar e controlar as pessoas, e ele não estava preocupado em falar a verdade . Na minha opinião, menos de 25% do que ele disse era realmetne verdade, e seus livros pertencem à seção de ficção das livrarias ao lado de Harry Potter e o Senho dos Anéis Muitos de seus ensinamentos representou uma espécie de auto-serviço da pornografia espiritual, uma mistura de falsos ensinamentos antigos e suas próprias distorções motivados pela ambição . No seu pior, Rajneesh saiu com títulos como O Mundo de Rajneesh e Autobiografia de um Místico Espiritualmente Incorreto . Isto é como um jornalista de televisão primadona que pensa que ele é a notícia em vez de os títulos importantes do dia.

Nota   As opiniões expressas nesta página devem ser vistas como as idéias de um  estudante normal de meditação. Enquanto eu realmente acredito em tudo que eu digo, você não deve acreditar em qualquer coisa menos que você veja isso, sinta isso, e saiba disso por si mesmo. Eu não faço nenhuma reivindicação de infalibilidade.   Na verdade eu afirmo absolutamente minha falibilidade.  Além disso, este autor sofre de dislexia. Se você encontrar qualquer erros ortográficos ou de pontuação em qualquer um dos meus ensaios, por favor me avise.



*Nota do tradutor: Nesta parte do adendo no original o autor explica sobre técnicas de meditação. A primeira e a segunda parte em Português podem ser lidos nos links abaixo:
( Tradução Alsibar com ajuda do Google Translater)

58 comentários:

  1. ... triste, mas óbvio. E mais triste o espírito de servidão humana (os discípulos). Entretenimento de consciência, o "pão e circo" místico. Valeu por mais este artigo!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Sonia Maria Mattoso de Moura29 de outubro de 2012 19:09

    Estou completamente estarrecida , traumatizada. Isto tudo que foi relatado me deixa triste.

    ResponderExcluir
  3. Ola Sonia, eu também fiquei assim. Principalmente por ter sido enganado durante tanto tempo. Fraterabraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ALSIBAR, ninguém pode te enganar, a não ser você mesmo. Ninguém pode te abandonar a não ser você mesmo. Atribuir esse fato é um fator externo é achar desculpas para seu próprio erro.

      Tudo no universo é informação, e um artigo deste trás como informação negativa, gera espanto e choque nas pessoas, se esse é o objetivo do teu BLOG parabéns está no caminho correto.

      Apontar o que é falso, para mostrar o que é verdadeiro, é um bela iniciativa de sofrimento, o Osho era viciado em droga, e teus artigos mostram que você é viciado em sofrimento. Sofrimento é uma droga da mesma forma, você vicia no sentimento do sofre, é precisar disso por algum motivo. Eu adoro pedalar mas não sou viciado em bicicleta, eu sou viciado em endorfina.

      Postar algo negativo, atrai muitos acessos e audiência, afinal as pessoas são viciadas no sofrimento assim como você.

      Postar somente o lado bom das coisas, não gera audiência, afinal pessoas viciadas em PAZ e POSITIVIDADE são raras.

      Excluir
  4. osho ou bagwan foi um iluminado e muitos sannyasins vivem muito bem no brasil.
    as técnicas baseadas na bioenergética de wilhein reich e gurdieff.
    funcionam ,mas o gurujismo hinduísta esta esgotado.
    seguir é ser escravo de um sistema triste.
    alsíbar a meu ver esta mostrando um lado pessimista da verdade.
    mas ...qual é a verdade ?
    osho foi o maior guru que já existiu !
    errou porque todo ser humano erra, nem jesus ou buddha foram infaliveis.
    amamos osho e conhecemos seus erros e seus acertos.

    ResponderExcluir
  5. Olá Mario Bodhana, apesar de não concordar, respeito sua opinião. Obrigado pela participação. Fraterabraços!

    ResponderExcluir
  6. Tô pasma! Principalmente porque, no meu caso, eu vivi uma história, e "só agora" eu estou encontrando relatos atrás de relatos, me mostrando absolutamente TUDO que eu vivi, que experenciei, depois concluí, que está totalmente "batendo" com esses textos. Vou comentar algo no texto de 28/Dezembro, falando um pouco disso, pois eu gavia comentado sobre aquele texto, mas ainda não tinha lido estes três.
    E infelizmente eu tenho uma péssima notícia. Tem gente de renome, que usa os ensinamentos dele enfaticamente. Que milhares de pessoas amam e seguem cegamente, e que não passa de um "criminoso". Este é o relato de alguém que passou pelas mãos (pela mente doentia) dele.
    Não dêem mais credito a livro algum, de ninguém (daqui ou de fora, nem que seja PHD, Best Seller, e eu sei do que estou falando), sem antes observar muito a vida desses individuos, muito bem (e você vai precisar de anos para descobrir a verdade por trás deçes, porque essas pessoas são perspicazes demais e não trabalham sozinhos, são maquiavélicos, estrategistas). Questionem tudo, até os mais ínfimos detalhes de suas vidas, e coisas pequenas que deixamos passar, mas que mostram o caráter verdadeiro desses enganadores.
    Não sigam ninguém! A pessoa pode estar totalmente perdida na sua própria loucura, e vocês estão se enfiando junto no buraco fundo em que elas cavaram para si próprias. São loucos, cheios de carências, que "precisam" comandar mentes para se sentirem alguma coisa nesta vida.
    A fome deles é de poder, e eles mão medem consequências para conseguirem isso. Estão pouco se importando se irão acaber com seu psiquismo, seu equilibrio, desde que já tenham tirado todo o seu dinheiro e energia.
    continua...

    Que trabalho esse seu, Alsibar! Que trabalho! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho, o Osho mesmo diz para não segui-lo, que não devemos seguir ninguém. É um orientação muito sábia e contradiz tudo que foi escrito acima. Li muito livros dele e ele fala o que está escrito nos Evangelhos, no Tao, no Zen, no Budismo. Ele mesmo diz que seu conhecimento vem dessas fontes. Muito estranho esse texto.

      Excluir
    2. Amigo anônimo,

      Você disse bem: " ele dizia" isso, mas na prática ele tinha milhares de seguidores que o bajulavam e adoravam como a um deus. Na verdade, era Osho que era contraditório, conforme suas próprias palavras. Acho que você precisa pesquisar um pouco mais sobre o Osho. Não se deixe enganar por suas floridas palavras- como muitos foram. Assista a alguns vídeos que tem no You Tube sobre Rajneeshpuram- a cidade que o Osho queria criar. Boa sorte!

      Fraterabraços!

      Excluir
  7. continuação...

    Me perdoem se estou sendo muito pobre em vocabulário, mas é que eu estou falando, partindo "primeiro", de experiência pessoal, de vivências, e não antes, de um conhecimento litarário, coisa apenas do intelecto que guardou muita leitura. Eu sei bem o que vivi, o que passei por anos que pareciam não ter fim, nas mãos primeiro de um brasileiro, depois se estendeu para fora daqui. Estão todos ligados na mesma intenção. CORRAM para longe de "facilitadores", "palestrantes", "espiritualistas sem-vergonha", principalmente dos que seguram pela sedução, e não pelo brilho limpo, amável, pela transparência,leve, de uma elegância de alma, de uma energia maravilhosa "espiritual" e não "animal". Mulheres! Acordem! O foco está em vocês!(nós). Eles querem mentes altamente psíquicas, bobonas, exageradamente devocionais, voltadas para as bobagens da Nova Era e os mais variados rituais e religiõezinhas baratas. Se você está se sentido muito só, vai aprender a bordar, tocar violão, dançar, jogar botcha, sei lá, mas não caia nessa de procurar ajuda nessa porcariada toda.
    Se você é sozinha, fantasiosa, romântica demais então; você é presa fácil desses doentes que manipulam facilmente à todas, porque são frágeis, tolinhas. Depois de adultas ainda se comportam como Barbies ridículas, mostrando sua vulnerabilidade por aí. Desperta mulherada! Acorda pra vida! Estão dando risadas pelas suas costas quando vocês saem desses "espaços"! (não estou generalizando, mas na maioria deles, seus coordenadores(as) estão mais ferrados - pra não falar outra palavra que até combinaria mais -,que aqueles que os procuram). Há quantos anos você está indo nesses lugares, e até em denominações, e nada mudou na sua vida, só na dos caras que ficaram mais ricos?!
    Chegará um dia em que vocês todas (não só mulheres mas muitos homens também),jogarão todos os seus livros fora, botarão fogo na maioria deles, porque irão se conscientizar que não passaram de trouxas, subservientes, úteis (como eu fui), que andaram fazendo marketing de personalidades podres por aí, a custa de uma hipnóse coletiva que eles estão reforçando em vocês. Terroristas perigosos, mas que não são percebidos por vocês como tal.


    Que beleza de trabalho Alsibar!!!

    Primeiro eu comecei "desconfiando", depois, fui "investigando". Sempre questionando, jamais parando.
    Quando eu descobri a verdade por trás de tantas religiões, "mestres", palestrantes e escritores "famosos" e outras coisas mais, obtive a maior das revelações.


    Não cansem de questionar NUNCA!







    ResponderExcluir
  8. Ola!!!! Seu comentário é digno de uma publicação. Precisamos divulgar essas informações ao máximo de pessoas possíveis! Muito Grato mesmo pelo seu valoroso testemunho!

    ResponderExcluir
  9. Eu acheu um texto que tras outra versão sobre os fatos mencionados acima, um contra-argumento digamos assim... http://truthaboutosho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. antes de qualquer julgamento sugiro ler este artigo http://truthaboutosho.blogspot.com.br/

    Namaste!

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pelas indicações amigos! Namastê!

    ResponderExcluir
  12. Dizem a mesma coisa de Trigueirinho. Vejam aqui: http://sobretrigueirinho.wordpress.com/category/testemunhos-sobre-figueira-e-trigueirinho/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre dizem. Nossa mente está o tempo todo fugindo do que interessa realmente e se põe a julgar e denegrir o que não é compreendido. Assim não fizeram também com Jesus? Isso sempre se repete, é o medo.

      Excluir
    2. Mas comparar Osho com Jesus não é demais não? Fica aí a reflexão. Namastê!

      Excluir
    3. Ela não comparou Osho a Jesus, apenas citou Jesus!

      Excluir
  13. Não imaginava esse submundo oshoniano em tão grandes proporções. percebo que estava bastante desinformado a respeito. se tudo que foi citado aqui foi verdadeiro, acredito que tenha caído um ícone do pensamento moderno." todavia, sou obrigado a discordar veementemente que a "Consciência é apenas uma função do cérebro como a memória, não uma cura milagrosa para tudo". pois acredito que a consciência seja parte da mente universal onde também está contida a própria inconsciência, igualmente, cósmica. e posso afirmar que estudos recentes na física quântica apontam diretamente para essa sugestão. sendo assim, a consciência é a única responsável pelas mazelas que enfrentamos em nossa existência terrena. e somente ela, no seu nível mais elevado, é capaz de nos oferecer uma vida mais próxima da perfeição. e... sim! a meditação é a principal porta para esse estado sublime de experimentarmos o mundo fenomênico.

    ResponderExcluir
  14. Olá Canal Suzano,

    O rigado por sua visita e participação. Esse texto é do Christopher Calder. Pessoalmente, acho que ainda há muitos mistérios não descobertos por aí. E também concordo com você sobre a Meditação.

    Fraterabraços!

    ResponderExcluir
  15. Nunca li tanta vontade de difamar alguém como esse Christopher Calder!! Muitas das afirmações dele sobre o que o Osho disse foi pura falta de compreensão, em vários momentos vemos que ele não compreendeu o que foi dito. Como nunca houve tanta distorção das palavras de Jesus como nesse tempo e o budismo então? nunca houveram tantas s práticas inúteis!Quem realmente investiga vai encontrar nas palavras destes o mesmo ensinamento, a mesma verdade. mas..."quem tem olhos para ver, que veja". O que se revela pra quem vê, a verdade simplesmente é. Osho nunca falou em eliminação do ego. A necessidade de acreditar que existam pessoas especiais cria a distância entre o que é e o que você imagina. Não perca tempo com julgamentos,olhe para dentro. Atente para o fato de que enquanto você aponta o dedo para alguém, está postergando o momento de ficar no silêncio, aonde pode ver realmente quem é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sônia, obrigado por sua participação. Namastê!

      Excluir
  16. Amigos, boa tarde, sou mais um dos que ficaram estarrecidos com o texto publicado, fiquei com a seguinte questão, como uma mente mostrada ser extremamente doentia conseguiu produzir tentos livros no mínimo "inspiradores", questiono isso a nível psicológico e também prático, pois sabemos que uma obra literaria como a dele demandaria muita reflexão...será que foram todos os livros produzidos durante as horas e dias de "Barato" do oxido nitroso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo de 22 de Abril,
      Certamente ele era genial. Mas ter um boa oratória não significa necessariamente grande espiritualidade. A história ta cheia de exemplos de verdadeiros monstros que se expressavam muito bem, tinham ótimo poder de oratória e grande erudição.

      Fraterabraços!

      Excluir
  17. Olha o que li acima sobre o nosso querido Osho foi de uma espantosa mente que gosta de denegrir pessoas que vieram para nos tornar individuos conscientes! Osho veio para nos libertar dos nossos condicionamentos e nos ensinar a sermos pessoas mais conscientes, felizes, amorosas e meditativas! Realmente uma pessoa desinformada que não sabe nada, posta estas mentiras, e o pior é que as pessoas que leiam, podem acreditar, ao invés de investigar, ler os livros maravilhosos de Osho, que são pérolas, mais de 600 livros escritos em várias línguas, de suas palestras proferidas de seus discursos, durante aproximadamente 35 anos! Só os corajosos e as pessoas que estão mais no coração podem compreendê-lo, pois as próprias palavras de Osho te remetem ao silêncio, a meditação, são transformadoras, é um bálsamo! A leitura dos livros de Osho não é para qualquer um! Depois de Jesus, o homem contemporâneo mais perigoso para esta sociedade manipuladora, realmente é o Grande Mestre Osho! Se atualizem, lendo, antes falar o que não sabem!!!

    ResponderExcluir
  18. Cristofer Calder foi condenado a 11 anos de prisão e depois perdoado por R. Nixon, e se tornou informante e espião do FBI. Ver Depº de Justiça de Nj Ny.

    Não sigo a Osho é apenas um esclarecimento.

    ResponderExcluir
  19. Osho começou a ser perseguido in américa Cuando começou a pregar a desobediencia civil, contra a guerra do Vietnan e a apoiar e estimular o movimento hippie que também era contra os guerras.
    Mark Dunstorn é meu nome e tem blog também no Brasil e na América.

    ResponderExcluir
  20. Olá Mark eu conheço essa historia, inclusive foi Osho quem criou a frase faça amor não faça a guerra e sua organização recebe royaltie por ela até hoje. Ele influenciou John Lennon com as manifestações de protesto contra a guerra.Ele estimulou as pessoas a a queimarem as convocações para a guerra. Aí caiu em desgraça com as autoridades americanas que tentavam destruí-lo a qquer custo inclusive o expulsaram da América.
    Abraços.
    Jo´se.

    ResponderExcluir
  21. Ola José tem que informar a Wikipedia sobre esta história por que eles não estão sabendo, veja o que ela diz sobre os autores da frase :
    Make love, not war is an anti-war slogan commonly associated with the American counterculture of the 1960s. It was used primarily by those who were opposed to the Vietnam War, but has been invoked in other anti-war contexts since.[1][2]

    The phrase's origins are unclear; some credit Louis Abolafia. Radical activists Penelope and Franklin Rosemont helped to popularize the phrase by printing thousands of "Make Love, Not War" buttons at the Solidarity Bookshop in Chicago, Illinois and distributing them at the Mother's Day Peace March in 1965. They were the first to print the slogan.[3]

    In April 1965, at a Vietnam demonstration in Eugene, Oregon, Diane Newell Meyer, then a senior at the University of Oregon, pinned a handwritten note on her sweater reading "Let's make love, not war", thus marking the beginning of the popularity of this phrase. A picture of Meyer wearing the slogan was printed in the Eugene Register-Guard and then a related article turned up in the New York Times on May 9, 1965. When the slogan was used in California in 1967, then Governor Ronald Reagan joked to protesters "Those guys [the protesters] look like they can't make either of both".[citation needed]

    John Lennon claimed to be the inventor of the phrase.[4]

    So para esclarecer... teria sido mais uma mentira inventada pelos sanyasins radicais e fanáticos? É apenas um questionamento.
    http://en.wikipedia.org/wiki/Make_love,_not_war

    ResponderExcluir
  22. Olá Sr. Alsibar pode ser mesmo que seus ditos sejam reais,mas Osho pregava em seu comuna no centro oeste americano o pacifismo,e era frequentado por todos aqueles agitadores da época despertando ódio dos governantes. Regan fez sua fama perseguindo Osho e chegou a presidente. Outro coisa wiquipédia perdeu seu prestígio e moral por permitir que publicassem coisas sem confirmações de fonte assim perdeu credibilidade o wiki. Na américa também tem seu quinhão de estupidez e idiotia. Unfort infeklizmente. Obrigado pelo seu blog.
    José W.

    ResponderExcluir
  23. Faz anos que leio Osho, mas sempre suspeitei algo..nunca achei ele muito amoroso... acho que é pela maneira que ele criticava certas figuras, costumava "xingar muito, a nós mesmo (a quem estava dirigindo á palavra no caso), "tolo, estúpido, egoísta, desonesto, ignorante.." acho que estava falando dele mesmo!!!

    Alsibar, se puder me ajude com sua opinião/conhecimento. O autor refere-se ao tantra como MITO. Mas ele diz do tantra que o Osho usava como pretexto para "usar" suas discipulas, ou está dizendo que o tantra mesmo (que é muito mais antigo que Osho) é mito?
    E quando diz que Osho "finalmente admite que reencarnação não existe", parece que traz isso como uma verdade absoluta, sendo que não temos uma prova de que existe nem de que não existe. Já li também ele dizendo que acredita em reencarnação, mas daquela que o Buda e até mesmo a fisica quantica explica, não o espiritismo. O que você acha, e o que acredita?

    Gratidão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amigo anônimo,

      O tantra verdadeiro é uma ciência milenar, profunda e séria. Nada tem a ver com as práticas sexuais que se ensinam por aí. Penso que o autor quis dizer que Osho não praticava o verdadeiro tantra, mas apenas o usava como pretexto para fazer sexo com as suas discípulas - coisa que muitos dos tais "gurus tântricos" fazem.
      Sobre a reencarnação eu também acredito na versão dos budistas: a de que a consciência continua, mas a pessoa não tem consciência de si- ou seja, não lembra , nem percebe de forma clara tudo o que lhe ocorre- um estado muito parecido com o sonho. Já os espíritas acreditam que a consciência de si continua de tal forma que a pessoa se lembra de quem foi, como morreu, dos parentes etc etc.

      Fraterabraços amigo.
      Namastê!

      Excluir
  24. Ego morro todos os dia e é por isso que vivo, mas já não sou ego quem vivo é a paz profunda que vive em mim.
    Não confundam nunca a mensagem com o mestre, o portador com a postagem. Aprendam a separar as coisas. Quanta merda o ser humano já fez sobre esse planeta por causa dessa maldita confusão.
    a iluminação nada mais é do que atingir um estado de observador imparcial de si próprio (esse tudo que acreditamos ser - o nosso ego) e do mundo a nossa volta.

    ResponderExcluir
  25. Na minha expêriencia Osho foi um dos primeiros escritores que me interessei pelo modo de escrever e pelo que sentia a sua mensagem.Através de seus textos que comecei a me interessar por meditação.Mas não parei somente pelas palavras e mensagem dele.Até certo ponto para mim me ajudou.Grato pelo texto esclarecedor.È um pouco triste saber coisas assim tão serias de uma pessoa que temos uma admiração e gratidão.Mas temos que ter consciência sempre.Vivendo e aprendendo.Obrigado pelo texto Alsibar.
    Namastê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Oscar tudo bem?

      Eu também já me inspirei muito no Osho . Mas- realmente- não podemos fechar os olhos aos fatos. Penso que ele foi um mestre da oratória e da teoria. Mas, talvez, tenha lhe faltado a devida "vigilância" tão enfatizada por mestres como Buda e Jesus.Sua vida e atitudes o levou a afundar-se num mar de dor, insanidade e desespero. Infelizmente!
      Fraterabraços amigo e até a próxima!
      _/\_

      Excluir
  26. O que te dá o direito de falar todas essas coisas ruins de alguém que tanto contribuiu para o despertar? Essa racionalização é uma construção que só entristece quem pode vivenciar o lado bom! A conta agora meu amigo é sua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fatos são fatos - bons ou maus- devem ser divulgados! Cada um deve prestar contas de si e por si mesmo amigo! Abraços!

      Excluir
  27. Véi! to passado!

    Sempre vi Osho como um exemplo, um buda.
    Como alguém que dizia coisas tão maravilhosas pode agir assim?!

    Descobriu algum podre de Eckhart Tolle? Espero que não kkkk

    ResponderExcluir
  28. kkkkkkkkkkkkkkkk... Em geral, pessoas que fazem isso, chegam lá dizendo coisas maravilhosas amigo. Infelizmente!

    ResponderExcluir
  29. que viagem, que mente criativa para o negativo assim não chegaras a lugar nenhum nem mesmo ao estrelato e nem mesmo dentro de si es um excelente redator para a ficção negativa.
    Um jovem veio a Dhun-Nun e disse que os Sufis estavam errados, e
    muitas outras coisas.
    O egípcio tirou um anel do dedo e lhe entregou: "Leve isto para os
    mascates e veja se pode conseguir uma peça de ouro por ele ", disse.
    Ninguém no mercado ofereceu mais do que uma só peça de prata pelo anel.
    O jovem trouxe o anel de volta.
    "Agora ", disse Dhun-Nun, "leve o anel a um verdadeiro joalheiro e veja o
    que ele pagará".
    O joalheiro ofereceu mil moedas de ouro pela pedra. O jovem
    ficou assombrado.
    "Então", disse Dhun-Nun, "seu conhecimento sobre os Sufis é tão vasto
    quanto o conhecimento dos mascates sobre jóias. Se você quer avaliar
    pedras preciosas, torne-se um joalheiro".

    ResponderExcluir
  30. Respostas
    1. Amigo Anomino de 1 de março:

      Primeiro, tudo que está escrito aí são fatos- não é criação de ninguém. Segundo: ninguém aqui chegar a lugar nenhum. Terceiro :quem serão os verdadeiros joalheiros? Os gurus? Todo o trabalho desse blog é exatamente para que cada um encontre a jóia que existe dentro de cada um e torne-se um verdadeiro joalheiro e não um seguidor de falsários.

      Abraços!

      Excluir
  31. Estou estarrecidamente chocada.

    ResponderExcluir
  32. Artigo escrito de forma agressiva e desrespeitosa, repleto de reprovações, preconceitos e julgamentos - não demonstra credibilidade. Autor parece perdido em ressentimentos... As palavras de Osho são inspiradoras na busca do aperfeiçoamento como ser humano. Fatos (reais ou supostos) não importam, já não existem mais, já se foram, quem se importa? O veículo não importa, importam o conteúdo, a reflexão.

    ResponderExcluir
  33. Este artigo sustenta várias mentiras já repetidas sobre o Osho. Mentiras encomendadas por uns poucos que consideram inconveniente que as massas tenham acesso à sabedoria. Isto aconteceu com todos os mestres da história humana, e tinha que acontecer com esse mestre também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não adianta vir com respostazinhas do tipo "isto são fatos comprovados, etc". Você parece um advogado e não um buscador sério.
      MEU AMIGO: VÁ APRENDER SOBRE VOCÊ MESMO E PARE DE FICAR ELOCUBRANDO SOBRE CONTOS DE FADAS.

      Excluir
  34. Osho era um vigarista. Dizia uma coisa e fazia outra. Era uma pessoa que dizia uma coisa e fazia outra. Um iluminado não se apega a bens materiais como Osho se apegou. Não vejo renúncia quando se acumula automóveis caros e relógios.

    Em certo sentido a AIDS acabou com o encanto de suas pregações acerca do sexo livre e "tântrico". O uso obrigatório de preservativos e luvas, juntamente com a obrigatoriedade dos exames de sangue para comprovação da higidez física dos "sannyasin" antes do ingresso em seus "ashram" foram realidades mundanas que quebraram a aura de misticismo e mistério.

    Osho foi um dos mais ricos "iluminados" do século XX e talvez por isso mesmo um dos mais devassos. Posses materiais, sexo por mero prazer carnal em orgias dignas dos tempos dos imperadores romanos, fraude e estelionato moral.

    A bem da verdade, caixão não tem gaveta e mortalha não tem bolso. Levamos dessa vida o que fazemos dela.

    Um dia ao observar uma foto mais antiga de Srila Acharyadeva (ISCKON) percebi que ele estava usando um relógio de pulso. Pois bem: se ele é tão cósmico assim, para que precisa de um relógio de pulso?

    Enfim, Osho era um picareta que atraiu com palavras bonitas e com mentiras todos aqueles que buscavam uma resposta para o vazio existencial de suas vidas. O fato de sua secretária pessoal tê-lo roubado é sintomático. Um deus que pode ser roubado não é um deus, antes é um farsante.

    Valeu!

    (Paulo Cesar Impersonalista)

    ResponderExcluir
  35. Explicando o comentário anterior:
    -----------------------------------------------

    "Osho era um vigarista. Dizia uma coisa e fazia outra. Era uma pessoa que dizia uma coisa e fazia outra. Um iluminado não se apega a bens materiais como Osho se apegou. Não vejo renúncia quando se acumula automóveis caros e relógios."

    O mínimo que se espera de alguém que alcançou a iluminação é a renúncia às posses e prazeres desse mundo. Não é preciso que esse alguém vá morar debaixo da ponte, mas a iluminação pressupõe um grau de desapego que não combina com a acumulação de bens materiais para satisfação do ego.

    "Em certo sentido a AIDS acabou com o encanto de suas pregações acerca do sexo livre e "tântrico". O uso obrigatório de preservativos e luvas, juntamente com a obrigatoriedade dos exames de sangue para comprovação da higidez física dos "sannyasin" antes do ingresso em seus "ashram" foram realidades mundanas que quebraram a aura de misticismo e mistério."

    O mundo, com seus vírus e bactérias, venceu a argumentação mentirosa de Rajneesh. Ele precisava que o gozo dos sentidos fosse usufruido e exercitado em sua plenitude, sem freios morais. Daí as acusações de pederastia e sexo com menores de idade que pesavam contra Osho e que o desmoralizaram.

    "Osho foi um dos mais ricos "iluminados" do século XX e talvez por isso mesmo um dos mais devassos. Posses materiais, sexo por mero prazer carnal em orgias dignas dos tempos dos imperadores romanos, fraude e estelionato moral.

    A bem da verdade, caixão não tem gaveta e mortalha não tem bolso. Levamos dessa vida o que fazemos dela. "

    Osho foi um hipócrita que dizia que só podia circular em Rolls Royce por causa de sua coluna vertebral que doía em qualquer outro carro. Por isso chegou a ter mais de 90 Rolls Royce, um de cada cor para combinar com suas roupas.

    O que ele levou para o outro mundo?

    "Um dia ao observar uma foto mais antiga de Srila Acharyadeva (ISCKON) percebi que ele estava usando um relógio de pulso. Pois bem: se ele é tão cósmico assim, para que precisa de um relógio de pulso?"

    Na verdade, ISKCON, troquei as letras.

    "Enfim, Osho era um picareta que atraiu com palavras bonitas e com mentiras todos aqueles que buscavam uma resposta para o vazio existencial de suas vidas. O fato de sua secretária pessoal tê-lo roubado é sintomático. Um deus que pode ser roubado não é um deus, antes é um farsante.

    Valeu!"

    Um deus que pode ser roubado é um deus que está apegado de tal forma a bens materiais que não crê que ainda lhe pertence tudo aquilo que lhe é retirado de sua esfera particular de posse. Não vejo Buda ou Cristo se importando com posses materais.

    (Paulo Cesar Impersonalista)








    ResponderExcluir
  36. Entrei em contato com os livros de Rajneesh/Osho, no início dos anos 90, quando estava pelos meus 20 anos. Rajneesh/Osho é visto por alguns como guru, mas a meu ver, se muito, ele foi um psicoterapeuta New Age. Os brasileiros falharam em não divulgar os escândalos em Rajneeshpuram. A veracidade das coisas é mais importante que manter imagens e respeitabilidades. Um dia, voltando eu, à noite, de um curso técnico que fazia - e já na leitura do 8º livro do "guru do descondicionamento" (e "guru do sexo") -, me ocorreu uma experiência interessante: percebi que Rajneesh era realmente o que estava em seu currículo: um professor universitário indiano que se embrenhou pela área das tradições espirituais. Ele não é um mestre sufi, pois não faz parte da linhagem de nenhuma família sufi; pelo mesmo motivo ele não é um mestre zen já que não é budista de nenhuma escola; também não é um mestre tântrico pois não tem diksha nem abhisheka (seus comentários no livro Vigyan Bhairava Tantra são pobres - para quem já estudou Abhinavagupta). Neste momento eu percebo que Osho não é iluminado, não é guru, não é nada (ou talvez, é somente o psicoterapeuta que algumas pessoas gostam, em seu estilo auto-ajuda, bom para quem gosta ou aprecia palavras macias, agradáveis). Percebo que o "guru do sexo e do descondicionamento" é também o "guru da auto-ajuda". Me informo sobre os escândalos em Rajneeshpuram e alguns métodos terapêuticos... desisto de visitar o "ashram" (nem me lembro mais como chamavam os "Rajneesh centers"). No hoje, há o bom trabalho efetuado por Maryon Goldman (não publicado ainda em português), então, se vamos entrar, pelo menos podemos saber com propriedade onde entraremos...Entrei, por curiosidade, sozinho e saí - felizmente- sozinho...Dos oito livros que li, restou apenas uma observação sobre o Walt Withman...

    ResponderExcluir
  37. Realmente, uma revelação estarrecedora!!!
    Estou me sentindo traída por ter amado o Osho como um verdadeiro e único mestre em quem acreditei com toda força do meu ser. Li quase todos os livros em língua portuguesa e procurava praticar e divulgar os seus ensinamentos. Tenho muitos vídeos e ainda ontem assisti o ' Último Namastê'
    Confesso que chorei emocionada.
    Essa publicação de Christopher foi um balde de água fria. De repente minhas convicções e fé caíram por terra e agora?
    Acho inadmissível um discurso tão distanciado da prática.
    Quanto ao texto, o autor demonstrou conhecimento de causa, o que é mais triste ainda. Eu adoraria que não passassem de calúnias.
    O texto deveria ser mais divulgado pelo bem dos pobres incautos.

    ResponderExcluir
  38. agradeço por esse texto. Conheço alguns desses "tântricos" q amam Osho. Amam principalmente pq Osho dá a eles a permissão de q precisam (e tanto desejam) p ignorar suas próprias consciências. É uma tentação ñ assumir responsabilidade por seus atos e dizer q o mestre ensinou assim. Osho diz q o mal ñ existe e assim pode praticá-lo a vontade. Estuprador e mentiroso.

    ResponderExcluir
  39. Ao dizer, por exemplo, que "o orgasmo sexual oferece o primeiro vislumbre da meditação porque, nele, a mente para, o tempo para", a mídia o apelidou de "guru do sexo". Quando se descobriu a causa da aids, Osho determinou que seus discípulos fizessem o teste de HIV. Pioneiro, recomendou usar camisinha e luvas de látex na hora do sexo, coisas ridicularizadas na época. Para A. Racily, que conviveu com Osho, o guru queria apenas que o sexo não fosse renegado. Ela diz que nunca houve orgias na comunidade e que esses boatos vinham de quem queria se aproveitar da liberdade sexual.

    ResponderExcluir
  40. Ok então praticarei o que Osho diz e não o que ele fez.

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  42. Por favor, poderia me passar as fontes de tudo que foi escrito? como diz fatos são fatos, poderia eu pesquisar mas como este blog já apresentou todos os fatos como verdadeiros deve ter tido muitas pesquisas, poderia compartilhar com todos?
    Obrigado pela sua atenção

    ResponderExcluir
  43. Por que um guru, um mestre, precisa de tantos bens materiais? Só pelo fato de ter essa necessidade latente evidente na época já o desqualifica. Podem usar o argumento que quiser...
    Na Igreja Universal do Reino de Deus também defendem os pastores e o seu fundador dono de um império, não é mesmo? Por que não defenderiam esse charlatão indiano então?

    ResponderExcluir
  44. Nossa, se metade de tudo isso for real, esse famoso guru, de iluminado não tem nada, muito pelo contrário, mais parece um ser que possui um EGO do tamanho do mundo, um louco, um pervertido, estou simplesmente sem palavras. Só uma coisa a mais: não consigo entender para que 90 rollys roices, kkk, não bastava um ou dois? Não sou contra se ter dinheiro, riqueza material, nada disso, só não entendo mesmo, esse desejo que pra mim soa bem sem sentido... outra coisa que não entendo tb: como ele conseguia tanto dinheiro como guru? Seus discípulos o enriqueciam, como? Sei que a pergunta pode parecer meio idiota, mas para mim não ficou muito claro como isso se dava. Por último, olhando as fotos colocadas neste post, os olhos dele para mim não passam algo bom, algo de um homem bom, muito menos o que esperaríamos ver nos olhos de um iluminado... se tudo isso ou pelo menos parte disso é verdade, esse cara podia ter a energia forte que fosse, mas era apenas mais um homem corrupto e oportunista, muito distante de algo que sequer se pareça com a iluminação... essa minha opinião.

    ResponderExcluir